Indicadores de capital de giro: 4 métricas de desempenho

Indicadores de capital de giro: 4 métricas para acompanhar o desempenho de seus negócios

Indicadores de capital de giro

A análise dos indicadores de capital de giro permite conhecer a situação econômica e financeira de uma empresa. Especificamente em relação à sua situação financeira, ressalta-se que isso deve ser baseado no estudo de indicadores que refletem as decisões relacionadas ao capital de giro e seu equilíbrio financeiro.

Assim, o objetivo de analisar os indicadores de capital de giros seria coletar informações sobre a realidade econômica e financeira de uma empresa para apoiar a tomada de decisão.

Capital de giro: rápida explicação do que é e para que serve

O capital de giro é uma métrica comumente usada, não apenas para a liquidez de uma empresa, mas também para sua eficiência operacional e saúde financeira geral. O capital de giro de uma empresa é o capital necessário para que ela funcione diariamente, pois requer certa quantia de dinheiro disponível para:

  • cobrir custos esperados e inesperados;
  • efetuar pagamentos regulares;
  • comprar matérias-primas usadas na produção.

O capital de giro é a diferença entre o ativo circulante e o passivo circulante de uma empresa. O índice de capital de giro indica aos analistas a liquidez da empresa ou se ela possui fluxo de caixa adequado o suficiente para cobrir todos os seus passivos e despesas de curto prazo. É calculado dividindo-se o ativo circulante pelo passivo circulante.

Se você ainda não entende completamente esse conceito é importante que se aprofunde nessa questão. Para isso, indicamos o artigo; O que é capital de giro e por que ele é importante?”. 

Abaixo, também separamos um vídeo explicativo para completar seu conhecimento:

Indicadores de capital de giro: conheça as 4 métricas para uma gestão eficiente

1. Capital Circulante Líquido (CCL) 

O capital circulante líquido é o valor agregado de todos os ativos circulantes e passivos circulantes. Ele é usado para medir a liquidez de curto prazo de uma empresa e também pode ser usado para obter uma impressão geral da capacidade da administração da empresa de utilizar os ativos de maneira eficiente. 

Para calcular o capital de giro líquido, use a seguinte fórmula:

+ Caixa e equivalentes de caixa

+ Investimentos negociáveis

+ Contas a receber de clientes

+ Inventário

– Contas a pagar

= Capital circulante líquido

Ou de maneira mais resumida, você pode calcular esse indicador de capital de giro com a fórmula: 

Ativo Circulante – Passivo Circulante = Capital circulante líquido

Se o valor do capital circulante líquido for substancialmente positivo, isso indica que os fundos de curto prazo disponíveis a partir dos ativos circulantes são mais do que suficientes para pagar os passivos atuais à medida que se tornam devidos para pagamento.

Se o valor for substancialmente negativo, a empresa pode não ter fundos suficientes disponíveis para pagar suas obrigações correntes e pode estar em risco de falência. 

O valor do capital de giro líquido é mais informativo quando rastreado em uma linha de tendência, uma vez que isso pode mostrar uma melhoria gradual ou declínio no montante líquido de capital de giro ao longo do tempo.

O capital circulante líquido também pode ser usado para estimar a capacidade de uma empresa crescer rapidamente. Se tiver reservas substanciais em dinheiro, poderá ter dinheiro suficiente para ampliar rapidamente os negócios

Por outro lado, uma situação de capital de giro difícil torna bastante improvável que uma empresa tenha os meios financeiros para acelerar sua taxa de crescimento

2. Necessidade de Capital de Giro (NCG)

Para se manter no mercado existe um ciclo básico dentro de uma empresa: comprar do fornecedor, manter o estoque e vender para o cliente.

O montante de capital necessário para realizar este dia a dia de negociação é referido como necessidade de capital de giro, e varia de setor para setor dependendo do tempo que a empresa leva para pagar fornecedores, a quantidade de estoque mantida e o tempo que leva para coletar dinheiro dos clientes.

Esse indicador de capital de giro pode ser calculado como:

Requisito de capital de giro líquido = Estoque + Contas a receber – Contas a pagar

ou, ainda, com a fórmula resumida: 

NCG = Ativo Circulante Operacional – Passivo Circulante Operacional 

Essa pode ser uma das principais causas de preocupação para um negócio de alto crescimento. À medida que o negócio cresce rapidamente, suas vendas aumentam, o que, por sua vez, aumenta as contas a receber devidas pelos clientes e a quantidade de estoque que precisa manter. Esse rápido aumento na necessidade de capital de giro pode fazer com que um negócio fique sem caixa, a menos que tenha financiamento adequado para lidar com o problema.

Esta é uma causa particular de preocupação em empresas iniciantes que tendem, por sua natureza, a não ter acesso a grandes quantias de financiamento, nem a obter crédito de fornecedores.

Leia também: GUIA: financiamento de capital de giro para pequenas empresas

3. Saldo em Tesouraria (ST)

O saldo em tesouraria é provavelmente um dos indicadores de capital de giro mais simples de compreender. Ele é calculado pela subtração de saídas de dinheiro do próprio caixa. 

A fórmula é super simples:

ST = Ativo Circulante Financeiro – Passivo Circulante Financeiro

4. Indicador de Liquidez (ILNCG)

O indicador de liquidez não é apenas sobre quanto dinheiro você tem nas contas bancárias de sua empresa. É sobre como todos os seus ativos e passivos atuais se relacionam uns com os outros. 

Para fazer a conta e encontrar o seu indicador de liquidez, vamos precisar usar dois dos indicadores de capital de giro já apresentados acima: salda em tesouraria e necessidade de capital de giro. Resumindo, o cálculo de liquidez, tem a seguinte construção: 

ILNCG = Saldo em Tesouraria/ I NCG I

Relevância dos indicadores de capital de giro

Os gerentes de negócios usam esses indicadores de capital de giro e outras métricas financeiras para acompanhar o desempenho de seus negócios.

A deterioração em qualquer desses indicadores é um sinal de alerta antecipado de que um gerente deve prestar atenção e tomar ações corretivas antes que a situação piore.

Como vimos, os indicadores de capital de giro, são ferramentas de análise geral da situação imediata da empresa e sua capacidade de arcar com obrigações financeiras a curto prazo. O capital de giro é sem dúvida uma medida a ser acompanhada pelos responsáveis financeiros que precisam ter a compreensão conceitual e prática do que ele é e como impacta a empresa. 

Uma vez que pequenos negócios, normalmente são geridos por profissionais que não possuem uma formação específica em administração ou finanças, indicamos que você acesse o Guia completo sobre administração do capital de giro”, um material rico para seu dia a dia como empreendedor. 

Precisar de um aporte de capital de giro é algo muito comum em empresas de diversos setores e portes. Entretanto, a burocracia pode ser um entrave para pequenas empresas que buscam instituições financeiras comuns. Então, separamos uma última dica! 

Se sua empresa precisa de capital de giro para fazer novos investimentos, indicamos que conheça a estrutura da Gyra+ que realiza financiamentos online para empreendedores digitais.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre;
  • análise realizada e, se aprovado, dinheiro em até 72h na sua conta.

Faça uma avaliação no simulador de empréstimo empresarial e descubra o crédito que cabe no seu negócio.