O que é capital de giro e por que ele é importante?

O que é capital de giro e para que ele serve?

o-que-e-capital-giro

Capital é outra palavra para dinheiro e capital de giro é o dinheiro disponível para financiar as operações do dia a dia de uma empresa – essencialmente, com o que você tem que trabalhar.

No discurso financeiro, o capital de giro é a diferença entre o ativo circulante e o passivo circulante. Os ativos atuais são o dinheiro que você tem no banco, bem como os ativos que você pode converter rapidamente em dinheiro, se necessário.

Passivos circulantes são dívidas que você pagará no ano. Assim, o capital de giro é o que sobra quando você subtrai seu passivo atual do que você tem no banco.

Em termos mais amplos, o capital de giro é também um indicador da saúde financeira de uma empresa. Quanto maior a diferença entre o que você possui e o que deve a curto prazo, mais saudável é o negócio.

A menos, claro, se o que você deve exceder em muito o que você possui. Então você tem capital de giro negativo e está perto de estar fora do negócio.

O que é capital de giro?

O capital de giro é a diferença entre o ativo circulante e o passivo circulante de uma empresa.

É uma medida financeira, que calcula se uma empresa possui ativos líquidos suficientes para pagar suas contas que vencerão em um ano.

Quando uma empresa possui excesso de ativos circulantes, essa quantia pode ser usada para gastar em suas operações diárias.

Os ativos circulantes, como caixa e equivalentes, estoque, contas a receber e títulos negociáveis, são recursos de uma empresa que podem ser usados ​​ou convertidos em dinheiro dentro de um ano.

Passivo circulante é a quantia em dinheiro que uma empresa deve, como contas a pagar, empréstimos de curto prazo e despesas acumuladas, que são devidas para pagamento dentro de um ano.

Capital de giro positivo vs. negativo

Ter um capital de giro positivo pode ser um bom sinal da saúde financeira de curto prazo para uma empresa, porque ela tem ativos líquidos suficientes para pagar as contas de curto prazo e para financiar internamente o crescimento de seus negócios.

Sem capital de giro adicional, uma empresa pode precisar pedir fundos adicionais a um banco ou recorrer a investidores para levantar mais dinheiro.

Capital de giro negativo significa que os ativos não estão sendo usados ​​de maneira eficaz e que uma empresa pode ter uma crise de liquidez.

Mesmo que uma empresa tenha investido em ativos fixos, ela enfrentará desafios financeiros se os passivos vencerem em breve.

Isso levará a mais empréstimos, pagamentos atrasados ​​a credores e fornecedores e, consequentemente, a um avaliação de crédito corporativo mais baixo para a empresa.

Quando o capital de giro negativo é ok

Dependendo do tipo de negócio, as empresas podem ter capital de giro negativo e ainda assim se sair bem.

Exemplos disso são supermercados como Walmart ou cadeias de fast-food como a McDonald’s, que podem gerar caixa rapidamente, devido às altas taxas de rotatividade de estoque e ao recebimento de pagamento de clientes em questão de alguns dias. Essas empresas precisam de pouco capital de giro.

Os produtos comprados de fornecedores são imediatamente vendidos aos clientes antes que a empresa tenha a chance de pagar o fornecedor.

Por outro lado, as empresas que fabricam equipamentos e máquinas pesadas geralmente não conseguem levantar dinheiro rapidamente, pois vendem seus produtos com base em pagamentos de longo prazo.

Como eles não podem vender rápido o suficiente, o dinheiro não estará disponível imediatamente durante períodos financeiros difíceis, portanto, ter capital de giro suficiente é desejável.

Fórmula do capital de giro

A fórmula para calcular o capital de giro é:

Capital de giro = Ativo Circulante – Passivo Circulante

A fórmula de capital de giro nos diz que os ativos líquidos de curto prazo remanescentes do passivo de curto prazo foram liquidados.

É uma medida da liquidez de curto prazo de uma empresa e importante para realizar análises financeiras, modelagem financeira e gerenciar o fluxo de caixa.

Abaixo está um exemplo de balancete usado para calcular o capital de giro.

Ativos circulantes:
Dinheiro R$ 20.000
Contas a receber R$ 15.000
Estoque R$ 45.000
R$ 80.000

 

Passivos circulantes:
Contas a pagar R$ 25.000
Empréstimos a curto prazo R$ 5.000
Passivos acumulados R$ 10.000
R$ 40.000

 

Capital de giro R$ 40.000

Ajustes à fórmula do capital de giro

Embora a fórmula acima seja a definição mais padrão de capital de giro, existem outras definições mais focadas.

Exemplos de fórmulas alternativas:

  • Ativo Circulante – Caixa – Passivo Circulante (exclui caixa)
  • Contas a Receber + Estoque – Contas a Pagar (representa apenas as contas principais que compõem o capital de giro nas operações diárias do negócio).

capital-de-giro-formulaFonte: Sebrae.

Para que serve capital de giro?

O capital de giro é uma medida comum da liquidez, eficiência e saúde geral de uma empresa.

Por incluir caixa, estoques, contas a receber, contas a pagar, parcela da dívida vencida em um ano e outras contas de curto prazo, o capital de giro da empresa reflete os resultados de uma série de atividades, incluindo gestão de estoques, gestão de dívida, coleta de receita e pagamentos a fornecedores.

O capital de giro positivo geralmente indica que uma empresa é capaz de saldar seus passivos de curto prazo quase imediatamente. O capital de giro negativo geralmente indica que uma empresa não pode fazê-lo.

É por isso que os analistas são sensíveis às reduções no capital de giro. Elas sugerem que uma empresa está se tornando super alavancada, está lutando para manter ou aumentar as vendas, está pagando contas muito rapidamente ou está coletando contas a receber muito lentamente.

Aumentos no capital de giro, por outro lado, sugerem o contrário. Existem várias maneiras de avaliar ainda mais o capital de giro de uma empresa, incluindo o cálculo da taxa de giro de estoque, a relação de recebíveis, os dias a pagar, a relação atual e a taxa de juros.

Um dos usos mais significativos do capital de giro é o estoque. Quanto mais tempo o estoque estiver na prateleira ou no depósito, mais tempo o capital de giro da empresa fica amarrado.

Quando não gerenciadas com cuidado, as empresas podem crescer sem dinheiro, precisando de mais capital de giro para cumprir os planos de expansão do que podem gerar em seu estado atual.

Isso geralmente ocorre quando uma empresa usa dinheiro para pagar tudo, em vez de buscar financiamento que alise os pagamentos e disponibilize dinheiro para outros usos.

Como resultado, a escassez de capital de giro faz com que muitas empresas falhem, mesmo que elas possam realmente gerar lucro. As empresas mais eficientes investem sabiamente para evitar essas situações.

Os analistas geralmente apontam que o nível e o timing dos fluxos de caixa de uma empresa são o que realmente determinam se uma empresa é capaz de pagar seus passivos.

A fórmula de capital de giro pressupõe que uma empresa realmente liquidaria seus ativos circulantes para pagar o passivo circulante, o que nem sempre é realista, considerando que algum caixa é sempre necessário para atender às obrigações salariais e manter as operações.

Além disso, a fórmula de capital de giro pressupõe que as contas a receber estão prontamente disponíveis para cobrança, o que pode não ser o caso para muitas empresas.

Também é importante entender que o momento das compras de ativos, as políticas de pagamento e cobrança, a probabilidade de que uma empresa cancele alguns recebíveis vencidos e até mesmo os esforços de captação de recursos podem gerar necessidades diferentes de capital de giro para empresas semelhantes.

Igualmente importante é que as necessidades de capital de giro variam de setor para setor, especialmente considerando como indústrias diferentes dependem de equipamentos caros, usam métodos diferentes de contabilidade de receita e abordam outros assuntos específicos do setor.

Encontrar maneiras de suavizar os pagamentos em dinheiro para manter o capital de giro estável é particularmente difícil para os fabricantes e outras empresas que exigem muitos custos iniciais.

Por essas razões, a comparação do capital de giro é geralmente mais significativa entre as empresas do mesmo setor, e a definição de uma relação “alta” ou “baixa” deve ser feita dentro desse contexto.

Seu banco pode ajudá-lo a entender melhor suas necessidades de capital de giro e quais etapas você pode precisar para se preparar para qualquer situação.

Embora não seja possível prever tudo sobre como administrar uma empresa, uma visão clara do capital de giro pode ajudar você a operar sem problemas hoje e prepará-lo para o crescimento de longo prazo amanhã.

Precisa de capital de giro para expandir seu negócio? Conheça a estrutura da Gyra+ que realiza financiamentos online para empreendedores digitais.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre, Bling ou Skyhub;
  • a análise será realizada e, se aprovada, o dinheiro cai em até 72h na sua conta.

Faça uma avaliação no simulador de financiamento para empresas e descubra o crédito que cabe no seu negócio.

Comentários (1)

[…] necessários à venda, bem como controla o excesso de mercadorias paradas, o que pode comprometer o capital de giro do […]

Comments are closed.