Como gerenciar um e-commerce: 5 pontos estratégicos do setor

Como gerenciar um e-commerce: 5 pontos estratégicos do setor

Como gerenciar um e-commerce

Com a expansão do comércio eletrônico, atualmente vemos lojas virtuais com variados formatos de gestão. Empresas com apenas uma pessoa, em geral, o idealizador da ideia, até as organizações com presença global. Entretanto, uma questão é sempre presente: como gerenciar um e-commerce?

Não importa o tamanho e o setor de atuação do seu e-commerce, em todos os casos, conforme o negócio ganha mercado e complexidade, a necessidade de gerenciamento das variadas etapas também aumenta.

O sucesso promove o crescimento, mas o crescimento nunca vem sozinho. Ele traz junto a necessidade de mais organização, uma gestão mais próxima, e, às vezes, mais investimento.

Especialmente se você é um pequeno negócio de comércio eletrônico, onde todos da equipe parecem fazer tudo, você deve estar pronto para chegar a um ponto em que você configura funções e responsabilidades especializadas.

Nesse contexto, é importante entender as várias etapas de como gerenciar um e-commerce. Dada a natureza competitiva das empresas de comércio eletrônico, todas as etapas do negócio de um e-commerce devem ser fortes. Aqui estão as 5 etapas que não podem faltar em seu planejamento de gestão.

5 etapas principais no processo de como gerenciar um e-commerce

1. A Função de Produção ou Sourcing

Uma das partes mais importantes no processo de como gerenciar um e-commerce é o atendimento às necessidades de seus clientes e do mercado, em geral.

A sazonalidade e as mudanças nas preferências e no comportamento do consumidor podem causar grandes oscilações nas suas vendas e você precisa estar preparado para isso.

As pessoas encarregadas da produção ou gestão de produtos – independentemente de fabricá-lo ou fornecê-lo – devem ser capazes de acompanhar as alterações do mercado. Aqui estão alguns exemplos que explicarão a natureza crítica dessa função:

  • Nos poucos dias anteriores ao Natal, há um aumento nas vendas online. E mesmo com a data próxima, a expectativa de seu cliente é que você entregue até o Natal. Se seu prazo mínimo para entrega for maior que a necessidade da data você vai perder em posicionamento de marca, afinal, o cliente vai considerar sua marca menos eficiente do que o concorrente que consegue entregar até o Natal, e mais, imagine o volume de vendas que você vai deixar de ganhar…
  • Você obtém de um fornecedor um excelente negócio no fornecimento de um determinado produto; digamos 90% de desconto. Mas a ressalva é que você precisa obter um volume alto de produtos sem a opção de devolver os itens não vendidos. Se você aproveitar essa oportunidade, imagine a perda se já estiver sobrecarregado com um enorme estoque de mercadorias não vendidas. Ao mesmo tempo, se você rejeitar essa oportunidade, porque deseja evitar o risco de estoque não vendido, pode estar perdendo um bom negócio.

Os itens acima são apenas dois dos muitos cenários possíveis que podem levar a resultados desfavoráveis ​​com base no produto.

Sua equipe de gestão precisa tornar boas decisões em relação aos produtos que você vende, afinal é o que realmente traz lucro para a sua empresa.

2. Marketing

A maioria dos profissionais de comércio eletrônico entende a importância do marketing para e-commerce. Entretanto, existem diferenças na abordagem dos gestores. Entre as principais opções e preferências dos e-commerces estão as seguintes estratégias de marketing digital:

  • Compra de publicidade online, utilizando plataformas como o Google Adwords ou anúncios nas redes sociais.
  • Direcionamento de tráfego por meio de SEO, com a concentração em ações como marketing de conteúdo e link building
  • Branding. Algumas marcas consideram que este é o único caminho a percorrer.

Não importa qual seja a sua estratégia, ao aprender como gerenciar um e-commerce é preciso que você entenda a importância do marketing, em especial, no marketing digital.

Sem uma divulgação direcionada, com segmentação de público e um planejamento estratégico de marketing digital bem desenvolvido e aplicado, o sucesso de seu e-commerce ficará comprometido.

Se você tem interesse em se aprofundar sobre marketing para e-commerce, sugerimos que leia o artigo, “9 dicas para divulgar um produto na internet” e conheça as principais técnicas para aplicar em seu negócio.

3. Tecnologia

Não importa se você decidiu contratar uma plataforma de e-commerce conceituada ou se preferiu construir seu site do zero, junto a uma equipe de TI.

Em qualquer um dos casos o processo de como gerenciar um e-commerce precisa de alguém que se mantenha atualizado sobre a sua tecnologia. Isso começa com as decisões básicas, como:

  • Escolha do software de hospedagem
  • Nome de domínio
  • Carrinho de compras
  • Implementação de medidas de segurança

É interessante que ao aprender como administrar uma loja virtual você encontre alguém que possa ser responsável por estar constantemente avaliando a ampla gama de novas tecnologias, que são introduzidas o tempo todo no mercado, para que a sua ferramenta não fique desatualizada. Além disso, alguém precisa medir e otimizar a plataforma atual na qual você está trabalhando.

4. Logística

Exceto no caso de alguns produtos ou serviços que são utilizados também por meio de tecnologia, é fato que para entender como gerenciar um e-commerce, você precisa entender como colocar o produto nas mãos dos clientes. E quando o produto precisa ser devolvido ou consertado, seu processo de logística reversa precisa recuperá-lo.

Há muitos exemplos de empresas de comércio eletrônico que não se saíram bem neste trabalho, porque não conseguiram gerenciar a precisão ou os custos da logística. Portanto, a logística deve ser vista como uma função especializada e deve ter atenção adequada por parte de toda sua equipe.

O processo parece simples: tirar o produto do estoque e colocar nos Correios. Não se engane, aprender como fazer um bom controle de estoque, contatar o transporte e realizar a entrega é um trabalho muito mais complexo do que você imagina, por isso, sugerimos que você pesquise mais sobre o assunto para garantir a qualidade na etapa final da venda.

5. Finanças

Se você está aprendendo como administrar uma loja virtual é importante que saiba que, é improvável que o potencial de crescimento de uma empresa de comércio eletrônico seja realizado sem a infusão periódica de dinheiro.

É importante que o responsável pelas finanças de seu negócio se mantenha pesquisando sobre possíveis investidores, que permitirão um crescimento exponencial à sua empresa. Mas a função financeira não é apenas sobre captação de recursos, existem também:

  • Gerenciamento de entregas
  • Contabilidade
  • Decisões de engenharia financeira que permitem opções de pagamento inovadoras para os clientes e muito mais.

Leia também: Como organizar financeiramente uma empresa para maximizar a sua lucratividade?

Como em qualquer empresa, possuir uma área financeira forte pode garantir a saúde de seu negócio e ampliar as possibilidades de crescimento. Por isso, entre os 5 tópicos fundamentais da gestão de qualquer e-commerce está a gestão financeira.

É claro que uma lista de 5 pontos não é o suficiente para cobrir todas as necessidades de gestão de um e-commerce.

Poderíamos ir em frente e falar sobre muitas outras funções, por exemplo, gestão de recursos humanos. Mas a ideia deste artigo era abordar os pontos fundamentais que um pequeno negócio virtual, onde cada um faz tudo, deve se atentar prioritariamente.

Mais cedo ou mais tarde, o sucesso fará a organização aumentar a complexidade. Nesse ponto, é necessário que se amplie o conhecimento de como administrar uma loja virtual, criando uma boa estratégia de gerenciamento para garantir que o negócio continue a prosperar ou, no mínimo, a sobreviver.

Como falamos anteriormente, chega um momento em que sua loja virtual precisa de investimento para:

  • Continuar crescendo
  • Ampliar o estoque
  • Aumentar o time de vendas e gestão
  • Expandir seu leque de produtos e muito mais.

Nesses casos, você pode precisar de um aporte financeiro. Entender quando fazer um empréstimo para não perder a oportunidade de crescimento deve fazer parte dos cuidados de gestão de seu e-commerce.

Se, após uma análise cuidadosa este for o seu caso, sugerimos que conheça como funciona o sistema de financiamento online da Gyra+.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre;
  • análise realizada e, se aprovado, dinheiro em até 72h na sua conta.

Faça uma avaliação de empréstimo de capital de giro no simulador e descubra o crédito que cabe no seu negócio.

 

Deixe um comentário

Você deve estar logado para postar um comentário.