Logística para e-commerce: tudo para seu negócio ter sucesso

Como configurar uma logística para e-commerce a partir do zero

logistica-para-ecommerce

A logística é uma parte vital das operações de qualquer empresa que vende online. Neste artigo, vamos analisar: 1) logística para e-commerce, 2) considerações importantes em logística de e-commerce e 3) melhores práticas.

Logística para e-commerce

A crescente popularidade e sucesso do e-commerce significou uma mudança paralela nas estruturas de suporte existentes para facilitar o sistema de varejo.

Os modelos de negócios tradicionais estão evoluindo e as cadeias de suprimentos e os processos de logística também estão evoluindo para acomodar esse novo modo de fazer negócios.

Convencionalmente, um cliente tinha a responsabilidade de se tornar o último elo da cadeia de produção, indo até o local da loja e fazendo a compra.

Para facilitar e incentivar os clientes, as empresas precisaram fazer investimentos significativos para criar a loja perfeita em um local perfeito.

Os custos associados a isso seriam então refletidos no preço final do bem disponível para venda. O vendedor também precisaria manter um determinado nível de estoque que precisaria ser regularmente reabastecido.

Várias mudanças ocorreram no sistema por causa da mudança para a venda online. As principais mudanças na logística para e-commerce incluem:

  • Os vendedores: alguns vendedores no novo mercado são totalmente online, sem presença física no varejo. Simultaneamente, tem havido ampla adoção do varejo online por lojas tradicionais também. Em muitos casos, o novo sistema permite que o vendedor seja um varejista e um centro de distribuição e atendimento.
  • Flexibilidade em locais: como os vendedores online não precisam se preocupar excessivamente com a localização de suas operações, eles desfrutam de muito mais flexibilidade na escolha de um local que lhes permita minimizar os custos. Os vendedores online menores podem até usar sua própria casa como depósito, enquanto os maiores e mais estabelecidos geralmente optam por ter uma rede de locais de distribuição para melhor atender às necessidades dos mercados regionais e minimizar os custos de distribuição.
  • Conexão com a cadeia de suprimentos: os clientes se comunicam diretamente com a loja e, em essência, estão conectados diretamente à cadeia de suprimentos.
  • Rastreamento: um cliente que opta por comprar online está escolhendo um método em que precisa esperar um pouco mais no processo de entrega. Isso exigirá informações de trânsito precisas e em tempo real para as compras. O que significa que é necessário haver sistemas para fornecer essas informações.

Considerações importantes na logística para e-commerce

Principais requisitos de logística para e-commerce

Como o varejo online tem crescido, especialmente em indústrias não relacionadas a alimentos, como moda e eletrônica, onde os produtos são enviados aos clientes por meio de redes postais ou de frete, há uma necessidade de quatro funções principais na logística para e-commerces:

Centros de distribuição: A mercadoria a ser vendida é estocada nesses centros. Estes centros podem ser mantidos pelo próprio varejista de e-commerce ou por um prestador de serviços de logística terceirizado.

Essas instalações podem chegar a tamanhos impressionantes e geralmente operam 24 horas por dia, sete dias por semana.

Centros de triagem: Os centros de triagem são pontos em que os pacotes de saída são divididas com base nos destinos, para que possam ser enviadas aos centros de entrega de encomendas.

Centros de entrega de encomendas: O centro de entrega de encomendas é o último estágio antes que a embalagem chegue ao cliente. As encomendas classificadas chegam a esses centros e são enviadas para o cliente.

Tecnologia integrada: Para permitir a entrega sem defeitos dos itens certos para cada cliente, é necessário que a tecnologia integre todos os aspectos da operação do e-commerce entre si.

Predominantemente, o carrinho de compras precisa estar conectado ao sistema de transporte para garantir que os custos de envio e os prazos comunicados ao cliente sejam precisos e atualizados.

Considerações de envio

Custos de envio

Um dilema comum para os donos de lojas online são os carrinhos abandonados. Isso acontece quando o cliente adiciona todos os itens, mas fica distraído ou adia a compra pelos custos de envio.

Os custos adicionais quase nunca são contabilizados quando a decisão de compra é tomada e, na maioria das vezes, o item de repente parece custar mais do que vale a pena.

Ao configurar a logística para e-commerce, o proprietário de uma loja precisa ter uma estratégia clara de envio em mente, que é um equilíbrio entre ser atraente para o cliente e também fazer sentido para o vendedor.

Existem algumas opções disponíveis de envio, incluindo:

  • Frete Grátis

O frete grátis chama muito a atenção dos clientes e gera interesse. Embora seja oferecido geralmente para pedidos domésticos, essa opção pode reduzir os lucros de um vendedor.

Portanto, se um vendedor decidir aproveitar as vantagens desse método, terá que estar pronto para absorver o custo do frete ou aumentar os preços o suficiente para cobri-lo.

Uma maneira de balancear é definir um valor mínimo para compra antes que o frete seja liberado. Isso ajudará a aumentar os valores médios dos pedidos e a gerar lucros para compensar os custos de envio.

Se o frete grátis é oferecido, ele deve ser anunciado como tal para obter taxas máximas de conversão e atrair clientes.

Uma categoria de produto de nicho ou um vendedor de itens de luxo pode achar fácil aumentar os custos de envio para a estrutura de preço ou cobrar o frete, enquanto um mercado mais competitivo pode não ser capaz de fazê-lo tão facilmente.

Para itens maiores ou mais delicados e frágeis, o envio especializado pode ser necessário e isso pode não ser uma opção que pode ser oferecida gratuitamente.

Vende pelo Mercado Livre? Leia este artigo do blog sobre como funciona o frete grátis no Mercado Livre e as novas regras do marketplace.

  • Cobrar do cliente está sendo cobrando

Essa opção significa que o cliente é cobrado quase o valor exato que o remetente deve pagar pelo item a ser enviado.

Fornecer uma calculadora de envio em tempo real pode ajudar a criar confiança com o cliente, pois ele pode ter certeza de que não há taxas de envio infladas ou preços de itens elevados para compensar os custos de envio.

Essa continua sendo uma boa opção para itens especializados, como móveis ou itens frágeis, que não podem ser enviados gratuitamente para um cliente.

  • Tarifas fixas

Outra opção é oferecer uma taxa de envio fixa para todos os tipos de pedido. Outras variações desta opção podem ser bandas baseadas no peso do pacote ou no total de compras.

Há mais trabalho nessa opção, já que é necessário fazer uma projeção do valor médio comprado e do custo de remessa de pacotes. O vendedor precisará descobrir qual taxa fixa funciona bem para eles e também para o cliente.

Modos de envio

Juntamente com as opções de taxas de envio, também existem diferentes modos de envio que um varejista pode optar por oferecer ou usar em seus negócios. Esses incluem:

Enviar para casa: essa é a opção mais básica, em que o item é entregue diretamente na casa de um cliente.

Enviar na loja: às vezes, os clientes optam pela entrega na loja, na qual o item encomendado online é enviado para uma loja física de sua escolha. Isso obviamente é apenas uma opção para os varejistas que mantêm uma presença online e uma loja física.

Esta é uma opção atraente porque geralmente é completamente livre de custos e ninguém precisa estar presente em casa para receber.

Logística reversa

A logística reversa continua a ser um aspecto imperativo da logística para e-commerce e qualquer configuração logística seria incompleta sem planejamento e implementação nessa área.

Em um processo de logística reversa, o processo é iniciado quando um produto devolvido é coletado e movido de volta para um centro de distribuição.

Informações relevantes são registradas, como descrições de itens, condição e motivo da devolução e dados do cliente.

Muitas vezes, não há exatidão nessa captura de informações no atual cenário de logística reversa.

Os principais componentes de uma estrutura de logística reversa incluem:

  • Uma política de devolução claramente explicada;
  • Um processo estabelecido para a preparação de devoluções;
  • Um processo para receber itens devolvidos;
  • Um processo para enviar um item trocado, oferecer um reembolso ou crédito na loja;
  • Uma maneira sistemática de inspecionar e classificar os itens retornados;
  • Um Sistema de Recuperação de Ativos que pode incluir itens como reabastecimento, reempacotamento para venda, devolução a um fornecedor e descarte ou desmantelamento.

Embora bastante complicado e muitas vezes caro, um processo de logística reversa eficaz é um requisito para qualquer negócio online. Isso porque pode oferecer os seguintes benefícios:

Complete sua leitura com o artigo ‘Aprenda como calcular o prazo de retorno do investimento’ e monitore seus lucros com mais precisão.

Melhores práticas de logística

Sempre que um vendedor online planeja um processo de logística para e-commerce, há alguns pontos importantes a ter em mente.

Estes se aplicam tanto a vendedores maiores quanto a pequenos e podem ajudar qualquer tipo de vendedor a obter sucesso logístico.

  • Flexibilidade: É importante manter o processo de logística para e-commerce simples e flexível. Essa flexibilidade permitirá a expansão em estações de trabalho e funcionários temporários durante períodos de aumento de trabalho, como as festas de fim de ano.
  • Auditoria de pedidos: O elemento chave de um processo de logística para e-commerce é garantir que o cliente certo receba o pedido correto no prazo especificado. A satisfação do cliente será muito afetada se ele abrir o pacote e encontrar os itens errados. Um processo de auditoria pode ajudar a garantir que a precisão do pedido seja mantida em toda a cadeia logística. Um sistema automatizado nessa área também pode ser uma ótima maneira de garantir que isso aconteça.
  • Embalagem adequada: Um aspecto importante da logística para e-commerce é a embalagem. Não apenas a embalagem precisa proteger os itens dentro dela e causar uma ótima primeira impressão, mas também precisa ser econômica para a empresa enviar.
  • Gestão precisa de estoques: há períodos de alta de venda e de baixa venda. Em ambos os casos, é preciso haver uma medida precisa das mercadorias em estoque e isso precisa ser mantido para garantir que todos os pedidos possam ser atendidos no momento certo.

Gostou das nossas dicas para organizar uma logística de e-commerce? Se você vende online não deixe de definir bem essa etapa da venda. A satisfação final do cliente é crucial para a longevidade do seu negócio na internet.

Precisa de capital de giro para expandir sua logística de negócio? Conheça a estrutura da Gyra+ que realiza financiamentos online para empreendedores digitais.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre, Bling ou Skyhub;
  • a análise será realizada e, se aprovada, o dinheiro cai em até 72h na sua conta.

Faça uma avaliação no simulador de financiamento para empresas e descubra o crédito que cabe no seu negócio.

Gostou do Conteúdo?

Receba em seu email conteúdos especialmente feitos para inscritos em nosso newsletter!