Taxa de juros de empréstimo empresarial:saiba tudo!

Saiba mais sobre taxa de juros de empréstimo empresarial!

taxa de juro

Se você está planejando expandir o seu negócio e precisa de uma ajudinha para sustentá-lo ou vai começar a empreender, provavelmente está considerando recorrer a um empréstimo, não é mesmo? 

A solicitação de crédito pode ser uma das melhores prática de captação de recursos financeiros para o seu planejamento e objetivo, mas qual a taxa de juros de empréstimo empresarial que você irá encontrar por aí? 

Planejar e analisar essas taxas presentes em um empréstimo empresarial é muito importante, não só para a saúde financeira da sua empresa, mas para que haja ciência em relação aos deveres a serem cumpridos.

Então, para saber mais sobre taxa de juros de empréstimo, tipos, como são cobradas e formas de pagamento continue lendo esse artigo. Preparado?

Taxa de juros de empréstimo: como são cobradas?

Sabemos que as taxas de juros tem impacto direto no custo total do empréstimo e das parcelas que serão pagas, mas como elas são cobradas? 

Existem diversos fatores que constituem uma taxa de juros de empréstimo, que vão desde o cenário econômico do país até a política de crédito — que pode ser a soma de três valores: o custo de aquisição do cliente, a taxa de retorno do investidor e o custo da venda. 

Além disso muitas instituições financeiras se resguardam adicionando valores que representem possíveis riscos de crédito ou inadimplência, é claro, geralmente as taxas de juros são cobradas também de acordo com o prazo de pagamento do empréstimo, e em dois modos:

  • Simples: como o próprio nome sugere é muito simples de entender, a taxa definida é aplicada mensalmente em cima do valor da parcela.
  • Composto: onde você irá pagar juros sobre juros, ou seja, são aplicados juros acumulados sobre o valor que ainda está em aberto no empréstimo.

Imagine o seguinte exemplo: você pegou um empréstimo empresarial de R$ 1.000 com uma instituição financeira e, por consequência de uma forma de pagamento mais estendida (18 meses), as taxas de juros de empréstimo (3%) serão cobradas de modo composto, ou seja, você pagará juros sobre juros. Mas e agora? Quer ter uma ideia de quanto poderá pagar? Veja abaixo o exemplo dos três primeiros meses:

  Taxa composta mensal será calculada em cima do valor inicial (R$ 1.000)

(+) Taxa de juros de emprestimo acordada (3%)

(+) Taxa de juros sobre os juros cobrados no mês anterior (3% dos 3% de juros pagos)

Taxa de juros sobre os juros cobrados no mês anterior (3% dos 3% de juros pagos)

MêsValorJuros Valor acrescido de juros
1R$ 1.0003% de R$ 1.000 = R$ 30R$ 1.030
2R$ 1.0303% de R$ 1.030 = R$ 30,90R$ 1.060,90
3R$ 1.060,903% R$ 1.060,90 = R$ 31,82R$ 1.092,72

Quer saber como você mesmo pode calcular a taxa do seu empréstimo? Então, assista o vídeo abaixo do canal do YouTube Negocios da Prática.

Afinal, qual é o Custo Efetivo Total (CET) do empréstimo?

O Custo Efetivo Total, ou CET, nada mais é do que o valor total de uma negociação. Ou seja, contêm todos os encargos, taxas e despesas (Juros + Taxas + Encargos + Tributos + Seguros) de um empréstimo.

Em outras palavras, o CET é a soma de custos que será apresentado ao cliente, em forma de um porcentual anual, mas atenção, o valor do Custo Efetivo Total deve ser especificado no contrato do empréstimo. 

Conheça a SELIC e saiba como ela pode afetar a taxa de juros de empréstimo

Já que falamos das possíveis variantes que podem afetar o CET da taxa de juros de empréstimo, podemos dar uma atenção especial à taxa do Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

A SELIC é uma taxa básica da economia, usada como base para determinar as taxas de juros cobradas nos empréstimos de qualquer natureza, incluindo é claro, a taxa de juros de empréstimos empresarial. 

Ou seja, conforme o cenário econômico do país oscila, com o aumento ou redução da inflação existe um impacto direto e consequentemente uma mudança da taxa. Portanto, com uma variação na SELIC, empréstimos, investimentos, consumo e até a cotação do dólar são afetados.

Por isso, antes de pedir o seu empréstimo vale analisar e consultar a taxa básica da economia.

  • Se está pensando em outras alternativas para conseguir dinheiro para a sua empresa, que tal considerar a antecipação de recebíveis? Conheça mais sobre essa opção no nosso artigo e certifique-se de que é uma opção válida para você.

Como pode perceber cada agente financeiro possui sua política de crédito e cobra uma taxa de juros de empréstimo diferente, por isso o que vale mesmo é comparar as condições oferecidas por cada instituição financeira antes de tomar sua decisão.

Afinal, quanto menor a taxa de juros, menor será o seu gasto, certo?

Gostou de saber mais sobre taxa de juros de empréstimo para empresas? Quer investir na sua própria loja virtual ou ampliar as operações de uma loja já existente?

Então consulte as condições de financiamentos que a Gyra+ oferece para empreendedores digitais atingirem todo o potencial do seu negócio.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre, Pagseguro, Bling ou Skyhub;
  • a análise será realizada e, se aprovada, o dinheiro cai em até 72h na sua conta.

Faça uma avaliação no simulador de financiamento para empresas e descubra o crédito que cabe no seu negócio.