Como calcular o prazo médio de estocagem: fórmula e seu uso

Como calcular o prazo médio de estocagem e evitar que o produto fique parado? [com fórmula]

Como calcular o prazo médio de estocagem

Algumas empresas confundem como calcular o prazo médio de estocagem com o cálculo de giro de estoque. Enquanto o primeiro é uma medida do número de vezes que o estoque é vendido ou usado em um período de tempo; o segundo determina o tempo médio entre o momento em que você compra um produto e quando ele é vendido.

Então se você deseja saber o número de vezes que seu estoque gira, sugerimos que leia o artigo; Como calcular o giro de estoque: fórmulas + exemplo prático”.

Agora, se você realmente deseja conhecer a fórmula do prazo médio de estocagem, chegou ao lugar certo.

Como calcular o prazo médio de estocagem?

O prazo médio de estocagem determina o tempo médio que um produto fica parado em seu estoque, desde sua entrada no inventário até a venda.

Para realizar esse acompanhamento existe uma fórmula:

Prazo Médio de Estocagem (PME) = (Estoque Médio / Custo da Mercadoria Vendida)

x 360

Para você aprender como calcular o prazo médio de estocagem, é necessário que entenda o que é cada variante.

Dentro da fórmula de PME, o Estoque Médio, como o próprio nome sugere, é a quantidade média de estoque que você armazena de um único produto.

Vamos imaginar que em 2017 você tenha estocado 500 smartphones e em 2018 tenha armazenado 800 unidades. Assim, o estoque médio será:

Estoque médio = 500 + 800/2

Estoque médio = 650

A variante de custo da mercadoria vendida, diz respeito ao valor daquele produto que foi comercializado pela empresa. Também considerando um período de tempo definido.

Se a empresa tiver um custo de mercadorias equivalente a R$ 100.000, a fórmula de como calcular o prazo médio de estocagem ficaria:

PME = (650/100.000) X 360

PME = 2,34

Uma vez que o resultado é o valor do prazo médio de estocagem em dias, no exemplo acima, o cálculo nos mostra que a mercadoria em questão fica parada em média 2,34 dias no estoque.

Caso você produza o produto que vende é importante que considere, para a fórmula, a mercadoria desde o dia que a matéria-prima chegou.

Uma vez que produto parado em estoque é capital estagnado, devemos garantir que o prazo médio de estocagem seja o mais curto possível ou não se estique.

Para isso é importante que você gerencie o cálculo da taxa de rotatividade e a duração média do armazenamento.

Resumindo, é necessário que, além de aprender como calcular o prazo médio de estocagem, você aprenda como fazer um bom controle de estoque, por exemplo, usando métodos como:

  • Lote Econômico de Compra – LEC
  • Análise ABC
  • Just In Time e mais.

A imagem a seguir apresenta uma sugestão de como organizar seu estoque de maneira a aumentar sua eficiência de gerenciamento.

Fonte: Olist.com

Confira como aplicar essas e outras técnicas no artigo; “7 ferramentas para controle de estoque que todas as empresas deveriam usar”.

Medindo a eficiência do seu negócio

O prazo médio de estocagem, assim como o giro de estoque, é usado para medir a eficiência do gerenciamento de estoque de uma empresa e pode ser entendido como um dos indicadores de controle de estoque da empresa.

Em geral, quando você aprende como calcular o prazo médio de estocagem, começa a perceber que, um valor mais alto de PME indica pior desempenho e um valor menor significa eficiência no controle dos níveis de estoque.

Afinal, quanto menos dias uma mercadoria fica parada no seu estoque, mais ela gira, e mais seu capital está em circulação a favor do seu negócio. Novamente, estoque parado é dinheiro parado.

Geralmente, um PME menor mostra que a empresa não está gastando demais comprando muito estoque nem desperdiçando recursos armazenando estoque não vendável. Também mostra que a organização pode efetivamente vender o estoque que compra e reabastecer o capital de giro.

Um prazo médio de estocagem extremamente alto pode ser causado por excesso de estoque ou ineficiências na linha de produtos ou no esforço de vendas e marketing.

Geralmente é um mau sinal porque os produtos tendem a deteriorar-se enquanto estão em um depósito. Além disso, soma-se ao custo inicial da mercadoria, o custo de manutenção do inventário.

Por outro lado, um prazo médio de estocagem excepcionalmente baixo pode apontar para vendas fortes ou compras ineficazes. Se seu produto sai muito rápido, você corre o risco de não conseguir repor seu estoque a tempo, o que pode levar a uma perda de vendas e negócios.

Para encontrar o equilíbrio, sugerimos que leia as sugestões presentes no artigo; Dicas para controle de estoque: 5 técnicas de sucesso”.

Aumente a lucratividade e reduza os custos de manutenção

Ao aprender como calcular o prazo médio de estocagem você poderá ser mais estratégico em relação à margem de lucro do seu negócio.

Um item cujo estoque é todo vendido (vira) uma vez por ano tem um custo de manutenção maior do que aquele que gira 2 vezes, 3 vezes, ou mais, nesse período.

O giro do estoque também indica a rapidez do negócio. O objetivo de aumentar esse valor e reduzir o prazo médio de estocagem, é diminuir o estoque, e temos 3 razões para você querer isso:

  1. Aumentar o giro de estoque ou reduzir o prazo médio de estocagem diminui o custo de manutenção de estoque. Você pode gastar menos com aluguel, serviços públicos, seguro, roubo e outros custos de manutenção de um estoque a ser vendido.
  2. Ao ter um alto giro de estoque você aumenta a capacidade do negócio em responder às mudanças nas demandas dos clientes, permitindo a substituição de itens obsoletos. Esta é uma grande preocupação nas indústrias de moda e tecnologia, por exemplo.
  3. A redução do custo de manutenção aumenta o lucro líquido e a lucratividade, desde que a receita de venda do item permaneça constante.

Não sabe a diferença entre lucro líquido e bruto? Clique no vídeo e aprenda mais sobre a contabilidade de seu negócio.

Agora que você compreendeu como calcular o prazo médio de estocagem saberá fazer um acompanhamento mais eficaz de vendas, para poder investir nas mercadorias certas e no momento certo.

Se você está em busca de estratégias de gestão eficientes, quer ampliar seu negócio e sua capacidade de venda, conheça o sistema de financiamento online da GYRA+.

Somos uma plataforma que oferece uma linha de crédito sem complicações, 100% segura e com taxas acessíveis.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre;
  • análise realizada e, se aprovado, dinheiro em até 72h na sua conta.

Faça uma avaliação no simulador de empréstimo empresarial e descubra o crédito que cabe no seu negócio.

Ainda em dúvida? Leia o artigo; Quando fazer um empréstimo: 4 motivos em que o crédito é a opção certa”.

Gostou do Conteúdo?

Receba em seu email conteúdos especialmente feitos para inscritos em nosso newsletter!