Dicas para controle de estoque: 5 técnicas de sucesso

Dicas para controle de estoque: 5 técnicas de sucesso

Dicas para controle de estoque

Se você ainda não realiza a gestão de seu inventário porque acredita que a sua empresa é muito pequena ou que o custo para isso é muito alto, você precisa ler este artigo até o final! As dicas para controle de estoque que listamos aqui vão te mostrar basicamente 2 coisas:

  • como você pode aumentar seu lucro realizando o gerenciamento de estoque;
  • ideias para controle de estoque estratégico e com baixo custo.

Aprender como fazer um bom controle de estoque pode ser um trabalho desafiador mesmo para grandes corporações com equipes exclusivas para esse processo.

Esse desafio pode ser ainda maior para empresas de pequeno e médio porte, que muitas vezes não têm ferramentas de controle de estoque nem recursos essenciais para realizar o acompanhamento necessário.

Nesses casos, dicas para controle de estoque simples, eficientes e com baixo custo são extremamente úteis. A seguir 5 ideias para controle de estoque.

5 dicas para controle de estoque para empresas de todos os portes

1. Observe a regra 80/20 ou Classificação ABC ou Princípio de Pareto

A regra 80/20 (também conhecida como princípio de Pareto ou classificação ABC) declara que “20% do investimento é responsável por 80% dos resultados obtidos”.

Essa é uma regra que se aplica a vários aspectos do negócio e é frequentemente utilizada para controle de estoque.

Em outras palavras, cerca de 20% do seu estoque representa 80% de suas vendase vice-versa.

O gerenciamento bem-sucedido do inventário depende da identificação de 20% do estoque que gera a maior parte das vendas e do desenvolvimento de uma estratégia de reabastecimento em torno dele.

Esses 20% representam a parte do estoque que exige mais atenção, enquanto os outros 80% só resultam em vendas marginais, portanto, devem receber menos prioridade.

Uma vez identificado o estoque que representa 80% de suas vendas, você pode completar a análise dos produtos prioritários com a classificação ABC.

  • A: são os produtos de maior importância, valor ou quantidade, são os 20% apresentados acima;
  • B: produtos de valor intermediário com uma frequência moderada de vendas, corresponde a 30% do total do inventário;
  • C: produtos com menor valor para o negócio e com pouca venda. Corresponde a 50% do total.

Dicas de controle de estoque e organização de acordo com esse princípio

Os produtos de movimentação mais rápida devem estar localizados mais próximos da área de envio, preparação e recebimento.

À medida que a demanda por cada produto diminui ao longo do tempo, os mesmos devem ser migrados para trás com o objetivo de liberar espaço para itens com maior giro de estoque ou para lançamentos de novos produtos com alta demanda.

Não sabe identificar o giro do seu inventário? Leia o artigo;Como calcular o giro de estoque: fórmulas + exemplo prático”.

Como a maioria das atividades é executada em uma área pequena, o layout do depósito deve ser otimizado para reduzir o tempo gasto na procura de produtos na parte de trás do local.

2. Siga o princípio FIFO

FIFO é um acrônimo para First-In-First-Out. Isso significa simplesmente que o estoque mais antigo deve ser vendido antes de vender seu estoque mais recente.

Essa é uma dica para controle de estoque importante para todas as empresas, mas é especialmente valiosa para quem vende mercadorias perecíveis.

Em nenhuma situação você vai quer ter itens que ficam na parte de trás do seu depósito acumulando poeira ou se tornando obsoletos, porque isso prejudicará suas margens de lucro.

3. Defina níveis de estoque de segurança

Um nível de estoque de segurança é a quantidade mínima de estoque que você precisa ter disponível para não perder vendas.

Se por um lado o acúmulo de mercadorias é capital de giro parado, a falta delas é dinheiro perdido.

Leia mais em: De A a Z: Como calcular capital de giro de uma empresa [com fórmulas]

Essa dica para controle de estoque estabelece que, ao definir o mínimo necessário de produtos fica mais fácil saber quando fazer um novo pedido ao seu fornecedor ou mesmo produzir mais peças.

Resumindo, quando um item fica abaixo de uma determinada contagem, você sabe que é hora de fazer o pedido novamente.

Isso fornece uma rede de segurança, garantindo que você atenda continuamente a demanda do consumidor.

Um dos objetivos do estoque de segurança é protegê-lo contra variações esperadas na demanda e no suprimento.

Como muitos aspectos do negócio, os níveis de estoque de segurança exigem ajustes perpétuos com base em 3 fatores principais:

  • as tendências de compra atuais;
  • a época do ano;
  • a capacidade do fornecedor.

Faça ajustes de acordo.

Para isso você pode usar um software de controle de estoque. Falaremos mais sobre o assunto no próximo tópico.

4. Automatize o que você puder

Ao investir em um sistema de controle de estoque moderno e digital você tem acesso à vantagens como:

  • redução de erros;
  • aumento da eficiência;
  • otimização de grande parte do gerenciamento de estoque.

Isso normalmente consistirá em hardware (por exemplo, scanners, dispositivos móveis e etiquetas de código de barras) e software centralizado.

A utilização desse tipo de sistema ainda:

  • simplifica muitas das tarefas envolvidas na manutenção do inventário;
  • ajuda a controlar o nível do estoque;
  • permite criar previsões mais precisas para reordenamento.

Tudo isso pode ser especialmente útil se você prever um nível significativo de crescimento para o seu negócio nos próximos anos.

Existem 3 dicas para controle de estoque mínimo de mercadorias:

  • Faça as contas – é fácil calcular se você precisa de mais estoque quando você está vendendo quantidades relativamente grandes de seus itens. Basta usar o prazo médio de entrega solicitado pelo fornecedor e o número de itens que você está vendendo por dia.
  • Conte com os relatórios – Use todos os relatórios disponíveis para ajudá-lo a tomar a decisão certa, contando com uma estrutura abrangente de unidade de manutenção de estoque para gerar relatórios de vendas de produtos.
  • Diga não – faça o possível para resistir aos descontos de final de linha dos fornecedores em itens que você realmente não precisa.

Existem aplicativos de gestão gratuitos no mercado, que ajudam pequenas empresas a cumprirem essa tarefa.

5. Organize, Organize, Organize

Se o seu estoque estiver sempre em desordem, isso te criará problemas. É mais provável que os funcionários, e mesmo você, cometam erros.

Dicas para controle de estoque simples permitem que você mantenha seu inventário organizado:

  • use prateleiras e caixas funcionais;
  • cuidadosamente rotule tudo;
  • evite colocar produtos similares com embalagens semelhantes ao lado uns dos outros;
  • faça uma limpeza rotineira.

Seguir estas dicas para controle de estoque deve ajudá-lo a alcançar um maior grau de eficiência e eliminar muitas das dores de cabeça que você já experimentou no passado.

É importante, entretanto, que você acompanhe os resultados de seu trabalho de gestão de inventário. Alguns indicadores são estratégicos para medir a eficiência de sua gestão, entre eles:

  • Precisão da previsão de demanda
  • Níveis de Satisfação do Cliente
  • Ordem de desempenho
  • Margens de contribuição bruta por Produto, Unidade de Produção e Unidade de Negócio
  • Tempo de ciclo do pedido e mais.

Para saber mais sobre esses resultados indicamos que leia o artigo; “6 indicadores de controle de estoque indispensáveis”.

Se você deseja dar um impulso de crescimento na sua empresa, mas não tem capital para investir em fatores estratégicos como estoque, sugerimos que conheça a estrutura para financiamentos online para empreendedores digitais da Gyra+. Com ela é seguro e simples conseguir capital de giro para expandir seu gerenciamento de estoque.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre, Bling ou Skyhub;
  • a análise será realizada e, se aprovada, o dinheiro cai em até 72h na sua conta.

Faça uma avaliação no simulador de financiamento para empresas e descubra o crédito que cabe no seu negócio.