Quais são os tipos de estoque? Conheça o melhor para você - GYRA+

Quais são os tipos de estoque? Conheça o melhor para você

GYRA ESTOQUE

Existem vários tipos de estoques e cada um deles funcionam de acordo com cada tipo de empresa, conforme sua própria demanda.

O estoque é encontrado em quase todo tipo de empresa, do comércio de varejo à industria e ele nada mais é que um conjunto de produtos armazenados, sejam eles matéria prima ou o produto final, que uma empresa possui. O estoque pode ocupar grandes espaços e encarecer os custos de uma empresa.

A gestão de estoque é algo imprescindível até mesmo para uma padaria. Uma padaria precisa controlar tanto os estoques de matéria prima, para produção dos produtos finais, quanto para os próprios produtos finais entre outros que ela também compra no atacado para revender no varejo. 

Sem uma administração de estoque eficiente para cada um dos tipos de estoque, a chance de prejuízo é alta.

Grande parte dos ativos da empresa pode estar representado em seu estoque. E sem uma boa gestão este ativo, ao invés de se tornar lucro, pode se tornar prejuízo. 

Ainda no exemplo da padaria, imagina um cliente entrando e não encontrando o famoso pão francês para seu café da manhã, por conta da falta de uma das matérias primas para produção do mesmo? 

Ou mesmo o contrário, você produziu demais e ficou com um estoque enorme de pães franceses que não foram vendidos. Neste caso, como é uma padaria, eles ainda podem reaproveitar o produto e produzir torradas. Mas se já existir um estoque cheio delas, elas irão perder o prazo de validade e virar prejuízo para empresa.

Portanto, não se engane. Aprender sobre os tipos de estoque certamente é primordial para logística de sua empresa. 

Quanto maior ele for, maior será a sua necessidade de uma gestão de estoque apropriada. E para fazer uma boa gestão, é necessário entender os tipos de estoques e qual deles pode ser utilizado em sua empresa.

Portanto, vamos esclarecer quais são os tipos de estoque que sua empresa pode utilizar e como realizar uma boa gestão de estoque.

Quais são os tipos de estoque

Existem vários tipos de estoque e cada um tem o seu momento e lugar na organização. 

Em momentos como a Black Friday, por exemplo, as empresas fazem todo um planejamento diferenciado por conta do histórico de vendas da data, e este é um tipo de estoque que você também verá aqui.

Portanto, vamos lá!

Estoque de antecipação

Este tipo de estoque, também conhecido por estoque sazonal, é exatamente o exemplo que apresentamos há pouco, da Black Friday. 

É quando as empresas antecipam a produção de um determinado produto, já sabendo da alta demanda que está por vir. Assim como acontece com a Páscoa e no Natal.

O estoque de antecipação tem o objetivo de suprir a demanda sem que falte produtos, tanto da matéria prima, quanto produtos finais que chegarão até os clientes. 

Estoque consignado

O estoque consignado é atribuído à aqueles produtos que estão de posse de seus clientes. Sejam eles distribuidores ou clientes finais.

Apesar dos produtos estarem em posse de terceiros, os produtos em questão ainda são de propriedade da sua empresa.

Esta é uma operação muito comum e diversos setores se utilizam deste tipo de estoque. 

Esta é uma ótima forma de ampliação de seus canais de venda onde as duas partes saem ganhando. Você por ganhar mais um canal de venda e seu revendedor, que não precisou desembolsar capital para adquirir tal produto e, claro, receberá sua margem dos lucros.

Estoque de segurança

Também conhecido como Safety Stock, tem o objetivo de minimizar os riscos da empresa perder vendas por conta de quaisquer situações adversas. 

Para você definir qual é o tamanho do seu estoque de segurança, é preciso que você estude os dados históricos de problemas já enfrentados pela empresa. A partir daí definir qual o tamanho de seu estoque de segurança.

Estoque mínimo

O estoque mínimo, também conhecido como Ponto de Ressuprimento é o momento em que seu produto atinge a quantidade mínima para que você consiga fazer o pedido de compra novamente ao seu fornecedor, sem que falte este produto em sua loja.

Por exemplo, em uma loja de produtos pet. Com base em um histórico previamente estudado na gestão do estoque, você irá calcular o prazo médio de renovação de estoque, considerando quantos dias demoram para que você faça o pedido de uma nova ração. Com esta informação em mãos você irá relacionar com a quantidade mínima de ração que você precisa ter até que o novo pedido chegue em sua loja.

Estoque médio

O estoque médio nada mais é que a média de produtos que você possui estocada, somada ao seu estoque de segurança.

Estoque máximo

Ao realizar a gestão de estoque você precisa determinar qual será o seu estoque máximo para cada produto. O estoque máximo pode ser definido até mesmo pelo espaço que você possui disponível.

O estoque máximo define o momento em que você pode suspender novas compras ou mesmo a produção de um determinado produto.

Estoque de proteção

Também conhecido como estoque isolador, é o tipo de estoque que visa não deixar a empresa ser “pega de surpresa” por alguma eventualidade. 

Para uma boa gestão de estoque, você precisa estar atento a com as matérias primas necessárias para o funcionamento de sua empresa. Por exemplo, caso você tenha um conhecimento prévio que o valor daquela matéria prima irá aumentar, realizar uma antecipação de seus pedidos protegerá suas margens.

Além disso é este tipo de estoque que é usado em casos de greve que impactam diretamente em seus fornecedores. 

Como por exemplo, um posto de gasolina. Se há rumores de uma possível greve nos transportes, ele pode procurar meios de fazer um estoque de antecipação. 

Dessa forma ele garante que não ficará sem seu produto para atender seus clientes.

Estoque regulador

O estoque regulador funciona para empresas que possuem filiais. Ao realizar a gestão do estoque das empresas você pode identificar que alguma delas possui uma quantidade muito maior de algum produto e assim fazer um balanço. 

Levar o excesso de uma loja para outra que esteja que esteja precisando daquele produto sem que seja necessário a realização de uma nova compra junto a fornecedores.

Este tipo de estoque ajuda a manter o equilíbrio entre as necessidades de todas as filiais.

Estoque de ciclo

O estoque de ciclo leva em consideração empresas que produzem mais de um tipo de produto, mas que não têm capacidade para produzi-los simultaneamente.

A produção precisa ser planejada de acordo com a demanda de cada produto e os níveis de seus estoques, e desta forma planejar um ciclo que reflita as necessidades a serem atendidas.

Dropshipping

Este é um tipo de estoque muito utilizado por e-commerces. São marketplaces que não possuem o produto mas sim trabalham como um intermediário entre o cliente e o fornecedor. 

Após a conclusão da venda é aberta uma ordem de serviço que é encaminhada ao fornecedor e este fica responsável pelo envio da mercadoria ao cliente.

Estoque inativo

Chamamos de estoque inativo aqueles produtos que não tiveram um bom desempenho em suas vendas e acabaram ficando “encalhados”.

Produtos que possuem pouca rotatividade são os principais produtos fadados a se tornarem inativos. Portanto, tome muito cuidado e não deixe que este produto inativo se torne obsoleto e perca valor de venda.

Cuide da gestão de estoque de sua empresa

Como você pode perceber, existem diversos fatores que influenciam na forma como você trabalha o estoque em sua empresa. Portanto não deixe de fazer uma boa gestão de estoque em sua organização e dessa forma tornar ainda mais eficiente os processos que envolvem o seu funcionamento.

Cuidar de seu estoque irá trazer economia e lucro para sua empresa..

Um sugestão para tornar o processo mais profissional e dinâmico você pode contratar uma empresa para fazer a terceirização de inventário de estoque. Além disso, você pode encontrar fornecedores para todos os serviços que sua empresa precisa em um único lugar com o oHub. Economize tempo e dinheiro e receba diversos orçamentos com um só pedido, direto no seu e-mail.