Como administrar o fluxo de caixa das empresas com 5 dicas

Como administrar o fluxo de caixa das empresas com 5 dicas simples

Como administrar o fluxo de caixa das empresas

Aprender como administrar o fluxo de caixa das empresas envolve um monitoramento rigoroso do dinheiro que entra e do capital que sai de seu negócio.

Ter um capital de giro suficiente para cobrir despesas e compromissos financeiros é o primeiro passo para o sucesso de qualquer empresa.

Se a sua organização tiver fluxo de caixa positivo, isso significa que o montante de caixa disponível no início de um período (saldo de abertura) é menor que o valor no final desse período (saldo final). Ou seja, no final de um período definido por você, você terá aumentado o capital que possui. Em última análise, mais dinheiro entrou do que saiu.

Parece óbvio, mas a premissa principal de como administrar o fluxo de caixa das empresas é que uma organização deve manter um fluxo de caixa positivo, se quiser se manter competitiva e atuante no mercado.

Simples? Menos do que parece. Pode demorar anos até um que um gestor seja capaz de ter o controle do fluxo de caixa. Para agilizar esse processo, separamos algumas dicas simples e eficientes para sua gestão funcionar sem grandes percalços.

Como administrar o fluxo de caixa das empresas: 5 dicas práticas

É importante que você compreenda que, a melhor – e mais fácil – maneira de como administrar o fluxo de caixa das empresas, é criar estratégias que tenham como objetivo deixá-lo sempre positivo. Caso contrário, você viverá para apagar incêndios nas finanças da sua empresa.

Quer ampliar as formas de captação de recursos que seu negócio possui? Leia o artigo; “5 maneiras de como captar recursos financeiros para empresas”.

Com isso em mente, seguimos para a lista de dicas para gerir o seu fluxo de caixa.

1. Crie uma reserva em tempos de abundância para que você possa usá-la em tempos de crise

Em uma empresa, dinheiro é como comida. Seu negócio sempre precisará dela para viver, e quando ficar apertada, você precisará consumir menos e apertar o cinto.

Durante qualquer período de desaceleração do mercado as empresas que detêm dinheiro guardado, e não tem dívidas, conseguem reduzir seus custos fixos para permanecerem vivas.

2. Crie um orçamento e atenha-se a ele

A maneira mais eficaz de garantir um controle efetivo do fluxo de caixa é criar e administrar um orçamento detalhado para todas as despesas comerciais, e cumpri-lo.

Pode parecer elementar, mas muitos empreendedores ignoram essa estratégia simples.

Para definir seu orçamento, reúna todos os dados financeiros de sua empresa, incluindo a receita total e as despesas mensais que você já pode prever. Inclua despesas fixas e variáveis ​​e quaisquer outros custos adicionais. Isso é o que muita gente chama de projeção de fluxo de caixa.

Reservar um tempo para analisar essas despesas também ajudará você a ver onde pode economizar.

Ao fazer alguns ajustes nos gastos mensais, você reduzirá as saídas e estará mais perto de fechar o período no azul!

3. Mantenha seu orçamento de marketing e seja criativo

A primeira coisa que as pessoas fazem quando o dinheiro parece apertado é cortar custos, entretanto, esses cortes não podem vir do seu orçamento de marketing.

Tirar dinheiro do marketing pode ajudar o problema de caixa este mês, mas isso cria um problema ainda maior no próximo mês, quando não houver novos clientes.

Se você está ficando sem dinheiro, a melhor coisa a fazer é manter seu investimento em  marketing em ações que mais trazem resultados. Você conseguirá identificar quais são, por meio de análise de relatórios e métricas de marketing.

Faça cortes em outras áreas e realoque os investimentos para o que está dando certo, mas, novamente, não elimine o marketing.

4. Organize seus recebimentos futuros

Se você fosse pago pelas vendas no instante em que as fez, nunca teria um problema de fluxo de caixa. Infelizmente, isso não acontece (afinal existem políticas de parcelamento, cartão de crédito, prazo para pagamento), mas você ainda pode melhorar seu fluxo de caixa gerenciando suas contas a receber.

A ideia básica é melhorar a velocidade com a qual você transforma materiais e suprimentos em produtos, estoque em contas a receber e recebíveis em dinheiro.

Aqui estão algumas técnicas específicas para fazer isso:

  • ofereça descontos para clientes que pagam suas contas rapidamente;
  • peça aos clientes para fazerem pagamentos de depósito no momento em que os pedidos são feitos;
  • livre-se de estoques antigos e desatualizados fazendo promoções e queimas de estoque;
  • emita faturas prontamente e faça o acompanhamento imediatamente se os pagamentos demorarem a chegar.
  • acompanhe as contas a receber para identificar e evitar clientes que pagam atrasado. A instituição de uma política de pagamento na entrega é uma alternativa para se recusar a fazer negócios com clientes que não pagam.

Leia também: Como funciona antecipação de recebíveis: quando solicitar?

5. Gerenciando contas a pagar

Da mesma maneira que você deve saber como administrar o fluxo de caixa das empresas em relação ao que entra, fazendo a gestão dos recebíveis (como falado no tópico anterior), você também deve controlar o que sai. Somente controlando ambos você será capaz de administrar seu capital de giro de maneira saudável.

Quando você está gerenciando uma empresa em crescimento, você tem que observar as despesas com cuidado. Não se deixe levar pela complacência simplesmente expandindo as vendas.

Examine os custos cuidadosamente para encontrar lugares para cortá-los ou controlá-los.

Aqui estão mais algumas dicas para usar dinheiro sabiamente:

  • tire o máximo proveito dos termos de pagamento do credor. Se o pagamento for devido em 30 dias, não o pague em 15 dias;
  • use a transferência eletrônica de fundos para efetuar pagamentos no último dia de vencimento. Você permanecerá atual com os fornecedores, mantendo o uso de seus fundos o maior tempo possível;
  • comunique-se com seus fornecedores para que eles saibam sua situação financeira. Se você precisar adiar um pagamento, precisará da confiança e da compreensão deles;
  • considere cuidadosamente as ofertas de descontos dos fornecedores para pagamentos anteriores, talvez isso atrapalhe o pagamento de outras contas;
  • não se concentre sempre no preço mais baixo ao escolher fornecedores. Às vezes, termos de pagamento mais flexíveis podem melhorar seu fluxo de caixa mais do que um preço de barganha.

Não basta ganhar dinheiro, você precisa gerenciá-lo

É claro que existem outras dicas de como administrar o fluxo de caixa das empresas, entretanto, acima, elencamos as mais facilmente aplicáveis.

Muitas pessoas ganham dinheiro, mas muito poucas conseguem o sucesso financeiro.

Se você quer fazer parte desse seleto grupo de pessoas que alcançam a tranquilidade financeira você deve gerenciar o que ganha, sendo pouco ou muito.

Então, para finalizar, alguns truques simples para isso:

  • Um, pague suas contas a tempo, dessa forma sua empresa terá sempre crédito e você não gastará com multas e juros.
  • Dois, cuidado com benefícios de bancos. Candidate-se a um cheque especial, mas não toque nele. Use apenas em emergências.
  • Três, coloque 10% de cada Real que você ganha em uma poupança. Se você fizer isso por 10 a 20 anos, não haverá problemas de fluxo de caixa.
  • Finalmente, tenha um salário e não deixe de recebê-lo. A riqueza atrai mais de si mesma, assim como a pobreza e o desespero. Quando você se sente amarrado, fica emotivo e toma decisões erradas rapidamente.

Não apenas em momentos de crise, mas principalmente de crescimento, você pode precisar recorrer a capital de terceiros, solicitando empréstimos, por exemplo.

Seja para ampliar a sua empresa, investir em mais estoque, abrir mais um canal de vendas ou investir em marketing. Antes de tomar qualquer decisão, leia o artigo; Quando fazer um empréstimo? 4 situações em que vale a pena”.

Existe uma forma melhor de financiar a sua empresa do que recorrer a instituições financeiras burocráticas e com altas taxas de juros. Tenha acesso a uma linha de capital de giro de maneira fácil, descomplicada e segura.

Conheça o sistema de financiamento online da GYRA+.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre;
  • análise realizada e, se aprovado, dinheiro em até 72h na sua conta.

Faça uma avaliação no simulador de empréstimo empresarial e descubra o crédito que cabe no seu negócio.

Gostou do Conteúdo?

Receba em seu email conteúdos especialmente feitos para inscritos em nosso newsletter!