[GUIA] Passo a passo de como vender em marketplace! +bônus

[GUIA] Passo a passo de como vender em marketplace! 5 dicas +bônus

Como Vender em Marketplace

Aprender como vender em marketplace vai alavancar o seu serviço de venda de produtos pela internet.

Os marketplaces são como vitrines. São sites que agregam diversas empresas em um mesmo lugar e ficam responsáveis por atrair um alto número de visitas para que você venda seus produtos. 

Neste tipo de negócio sua empresa não precisa se preocupar com custos de divulgação, o que vai melhorar sua margem de lucro levando em consideração que você não terá gastos com isso. 

No entanto você ainda é responsável pelo envio e todo os outros cuidados de uma venda tradicional.

O Brasil conta hoje com diversos modelos de negócios como este e entre os melhores marketplaces do Brasil está Mercado Livre, Submarino, Magazine Luiza, B2W entre vários outros. 

Todos eles possuem suas próprias particularidades e formas de trabalhar específicas.

Portanto fizemos este guia para mostrar a você como vender em marketplace. E começar logo a lucrar com este grande mercado.

Passo a passo de como vender em marketplace

Separamos este guia de como vender em marketplace em um passo a passo para facilitar o seu entendimento e sua organização para começar a vender bem um produto. Portanto vamos ao primeiro passo.

1. Decidir quais produtos vender

Este primeiro passo de como vender em marketplace pode parecer óbvio mas não é bem assim. Não são todos os produtos que você poderá vender na maioria dos marketplaces. Itens como produtos perecíveis, animais e armas normalmente não são permitidos.

Além disso você precisa escolher quais produtos você produz que valem a pena serem vendidos pela internet. 

Uma pesquisa rápida vai te ajudar a ver se você tem preços ou até mesmo custos de envio compatíveis com a demanda já oferecida por outros concorrentes.

No início, ter uma lista de produtos enxuta pode ser uma boa estratégia para você começar a trabalhar e não ter problemas com toda logística que envolve ter a disponibilidade de muitos produtos.

Algumas das plataformas que indicamos acima possuem caminhos para que você descubra o que mais vende dentro de cada uma. O Mercado Livre é uma das ferramentas que oferece essa funcionalidade. Para saber mais, acesse o artigo; O que mais vende no Mercado Livre: conheça os mais buscados”. 

2. Escolher o marketplace

Logo após avaliar quais produtos você irá vender é hora de escolher em qual marketplace você irá trabalhar. E para realizar esta escolha opções são o que não faltam. E é claro, você não precisa se restringir a apenas um. Você poderá trabalhar com quantos quiser. Mas é importante que você avalie sua escolha de acordo com as características de seus produtos e o foco de cada uma das opções disponíveis.

Confira o vídeo abaixo e veja o que um especialista fala sobre a sua presença em mais de um marketplace:

Existem grandes grupos que controlam alguns dos principais marketplaces brasileiros, mas também alguns sites trabalham por conta própria. Fizemos uma pequena lista com exemplos de marketplaces que funcionam no Brasil.Confira!

B2W

O grupo B2W é responsável por 3 sites muito famosos. Eles são:

  • Submarino
  • Shoptime e
  • Americanas.com

Esta pode ser uma ótima opção pois você terá a disposição 3 sites com focos distintos abrangendo públicos diferentes. O grupo B2W recebe em média 154,7 milhões de visitas únicas todos os meses e não pode passar despercebido de suas pesquisas.

Para saber como ser parceiro da plataforma, acesse o artigo; Como vender mais na B2W + 5 dicas para alavancar vendas”.

Netshoes

O grupo Netshoes é composto pelos sites:

  • Netshoes
  • Zattini

O site da Netshoes é um dos maiores e-commerce de artigos esportivos do mundo tendo inclusive se tornado a primeira empresa brasileira a abrir capital exclusivamente na bolsa de valores de Nova Iorque, a NYSE.

Já a Zattini é uma loja onde você pode anunciar roupas, calçados, bolsas e vários outros itens relacionados a moda.

O grupo Netshoes foi vendido recentemente a Magazine Luiza em Abril de 2019. O valor da transação foi de US$ 62 milhões e a ideia é transformá-lo em uma subsidiária.

Via Varejo

O grupo Via Vareja é responsável por 3 sites:

  • CasasBahia.com.br
  • Pontofrio.com
  • Extra.com.br

Outra boa opção também pelo grande apelo que estas 3 marcas representam para o público brasileiro.

Magazine Luiza

O site do Magalu, como é popularmente conhecido, é um gigante do varejo do Brasil e tem uma boa integração com transportadoras e soluções de pagamentos.

Com a compra recente do Grupo Netshoes, se espera uma ampliação ainda maior de seu marketplace.

Mercado Livre

O Mercado Livre é uma empresa argentina e foi um dos primeiros serviços de Marketplaces no Brasil. Além disso é o mais visitado site de varejo da América Latina no ano de 2018

Com números tão surpreendentes e uma infinidade de opções de categorias de vendas, ele se torna uma ótima opção para vendedores.

Leia também: Como cadastrar minha loja virtual no Mercado Livre: 3 passos

Amazon

A gigante americana chegou no Brasil com foco em livros mas gradativamente já está alcançando novos setores e tem tudo para se figurar entre as mais fortes do país.

Leia mais em: Como vender na Amazon em 4 etapas + dicas de gestão 🛒

3. Se cadastrar como parceiro

Agora que você já decidiu quais produtos vai trabalhar e também qual marketplace irá utilizar, é hora de organizar a documentação para realizar o cadastro com seu parceiro de negócios.

Para isto você irá precisar de toda documentação que uma empresa do seu ramo de atuação necessita. Das mais básicas como um CNPJ e a documentação completa de seus sócios. Até mesmo das mais burocráticas como algumas certidões negativas.

Cada empresa trabalha de uma forma e umas podem pedir menos documentos que outras como é o caso do Mercado Livre que tem um dos cadastros mais simples e rápidos para empresas.

Portanto, antes de mais nada, entre em contato com o marketplace que você deseja trabalhar e procure saber quais são os documentos que ele exige. Você só poderá trabalhar com eles caso sua documentação seja aprovada.

4. Cadastrar seus produtos

Uma vez tendo a aprovação de sua empresa, é hora de cadastrar os produtos que você irá trabalhar.

Nesta fase você precisará cadastrar item por item, incluindo nomes, fotos e descrições de seus item. Portanto é hora de caprichar para que você consiga se diferenciar de seus concorrentes.

Cada marketplace tem suas próprias regras para seus produtos, portanto siga as dicas e instruções que cada um deles tem a te oferecer.

Uma outra forma de cadastrar seus produtos é cadastrar sua loja virtual no Mercado Livre e utilizar um sistema que possa ser integrado ao marketplace. Assim, quando você fizer o cadastramento de um produto na sua loja ele também será apresentado no ML, sem que você precise cadastrá-lo novamente. 

5. Começar a vender

Com tudo pronto é hora de começar a colher os frutos de seu aprendizado de como vender em marketplace. A partir deste momento suas preocupações serão:

  • administrar seus pedidos;
  • emissões de notas fiscais;
  • envios.

Não se esqueça de ficar atento a seu estoque e não perder vendas!

Dica Extra: Esteja atento ao mercado

Agora que você já sabe como vender em marketplace, uma ótima dica que podemos te dar é estar atento ao mercado. Procure sempre avaliar os seus concorrentes para saber se o seu produto continua competitivo e também observar novas tendências. 

Pesquisando o mercado você pode descobrir um novo nicho a ser explorado ou mesmo novas estratégias para vender mais.

Começar um negócio online pode ser seu caminho para empreender com sucesso e você pode conseguir o investimento necessário também online.

Consulte as condições de financiamentos que a Gyra+ oferece para empreendedores digitais atingirem todo o potencial do seu negócio.

Em três passos simples você pode ter aquela grana que precisa para investir mais no seu negócio:

  • indique o valor de empréstimo que precisa, em quanto tempo deseja pagar e seu e-mail;
  • conecte sua conta do Mercado Livre, PagSeguro, Bling ou Skyhub;
  • a análise será realizada e, se aprovada, o dinheiro cai em até 72h na sua conta.