As fintechs de meios de pagamento crescem a todo vapor, mas você sabe o que são? - GYRA+

As fintechs de meios de pagamento crescem a todo vapor, mas você sabe o que são?

Fintech Meios de Pagamento

O mercado das fintechs, empresas de tecnologia do setor financeiro, cresce a cada dia no Brasil. Atualmente, o país já possui cerca de 550 empresas deste tipo. Deste total, aproximadamente 25% são fintechs de meios de pagamento. As estatísticas são do estudo Fintech Mining Report 2019, desenvolvido pela plataforma de inovação Distrito.

Segundo o mesmo levantamento, 34% do consumo das famílias já é feito por meio eletrônico e 57% das transações são realizadas de forma virtual. São números que apontam para o avanço da transformação digital, com a população em busca de opções virtuais que facilitem atividades do dia a dia, como pagar por produtos e serviços e solicitar empréstimos.

E é neste ecossistema de oportunidades que as fintechs de meios de pagamento estão inseridas. Elas visam facilitar o processo de compra e venda para consumidores e empreendedores, oferecendo soluções rápidas e flexíveis para os envolvidos.

O que são e como atuam as fintechs de meios de pagamento 

As fintechs utilizam a tecnologia para eliminar a burocracia, reduzir custos e proporcionar mais agilidade aos serviços financeiros. No caso das fintechs de meios de pagamento, o foco é criar novos modelos e possibilidades na realização dos pagamentos. A ideia é resolver a vida do consumidor, sem depender das tradicionais instituições financeiras. Bom para quem compra, melhor ainda para quem deseja vender. 

Um exemplo bem conhecido é o da Nubank, que surgiu inicialmente com a proposta de oferecer um cartão de crédito sem taxas e sem necessidade de vínculo com banco. A empresa foi um fenômeno de crescimento, já ampliou seus serviços e agora também atua com contas digitais. 

Outra forma de atuação destas startups é por meio das conhecidas “maquininhas” de cartão. Elas se tornaram muito populares entre lojistas e prestadores de serviço, por serem livres das elevadas taxas de aluguel que eram cobradas até poucos anos atrás. Assim, democratizaram o acesso ao pagamento por meio de cartões e ofereceram mais alternativas para o consumidor. 

Mas este modelo de negócios não para de inovar. A tendência atualmente é de desenvolvimento de plataformas próprias de pagamento que viabilizem a compra, venda e mesmo transferência de valores. 

As fintechs prezam por operações descomplicadas e buscam se desvincular cada vez mais dos bancos. Um movimento que já impacta o mercado financeiro e é percebido pelas instituições financeiras tradicionais. Elas já começaram a “correr atrás” e miram benefícios semelhantes para disputar a atenção do público.

Fintechs de meios de pagamento que talvez você já conheça 

Somente no ano passado, o investimento em fintechs de pagamento chegou a cerca de R$ 1,5 bilhão. O número foi apresentado pelo levantamento “As tendências de meios de pagamento no Brasil em 2019”, divulgado pelo boostLAB, programa de potencialização de startups do BTG Pactual. Segundo este mapeamento, o país tem 114 startups desta categoria em atividade. 

fintech meios de pagamento

Você provavelmente já ouviu falar ou mesmo utilizou os serviços de algumas destas empresas. Listamos abaixo cinco delas e explicamos seus modelos de negócios. 

1. Nubank

Como já citamos anteriormente, a Nubank nasceu com uma ideia simples, de oferecer um cartão de crédito livre de taxas aos consumidores. Com o sucesso expressivo, a empresa se tornou um banco digital. Também foi a primeira fintech da América Latina a ser considerada um “unicórnio”, termo usado para definir negócios inovadores que chegam à casa dos bilhões.

Para saber mais, leia o post: Nubank vale a pena? Entenda de uma vez por todas as vantagens e desvantagens desse cartão de crédito digital

2. PagSeguro 

Em algum momento, você já deve ter visto o comercial de TV sobre a “moderninha”, máquina de cartão oferecida aos pequenos empreendedores pela PagSeguro, criada em 2006. Atualmente, a empresa já conta com mais de 4 milhões de clientes e também diversificou seus serviços. Agora, fornece contas digitais, possibilita pagamentos instantâneos e tem cartões de crédito e débito. 

3. Stone Pagamentos 

Fundada em 2012, a Stone Pagamentos fornece máquinas de cartão multibandeiras que processam operações de crédito, débito e voucher. A empresa cresce a todo vapor e está conquistando o mercado. 

4. Zoop

A mais novata da lista, a fintech foi fundada em 2014 e se propõe a oferecer aos clientes um gerenciamento completo do processo de venda. A Zoop visa atender todas as necessidades do vendedor ou prestador, com soluções próprias de cobrança, através de máquinas, e até mesmo, contas digitais para os compradores. 

5. Ebanx

A startup surgiu para alinhar as formas de pagamento do consumidor brasileiro com os sites internacionais. Ela funciona como mediadora entre seus clientes latino-americanos e os sites no exterior. Com isso, permite que eles paguem as compras com cartões nacionais, boleto bancário e transferências, na moeda local. 

O que reserva o futuro das fintechs de meios de pagamento 

As empresas de tecnologia focadas em soluções financeiras estão atraindo cada vez mais os olhares dos investidores. No início de 2019, quatro fintechs estavam na lista dos sete potenciais “unicórnios” brasileiros para o ano.  

Com um mercado cada vez mais promissor, estas startups têm alcançado patamares mais elevados de maturidade e se lançam em novos desafios. 

Em entrevista ao site Pequenas Empresas, Grandes Negócios, Felipe Collins, sócio da aceleradora ACE Startups e palestrante do We Are Omie, organizado pela fintech Omie, falou sobre os próximos passos das fintechs. “Com tecnologias disruptivas, elas prometem atendimento individualizado e taxas mais atrativas”, declarou.

As previsões são animadoras: dados da Research And Markets estimam um crescimento de 22,7% ao ano nos próximos cinco anos. Já a movimentação financeira deverá ser de mais de 300 bilhões de dólares. 

Diante deste universo, muitas novidades ainda prometem continuar revolucionando os serviços financeiros. As fintechs de meios de pagamento estarão cada vez mais focadas na experiência positiva do usuário. Formas de pagamento seguras e “invisíveis”, ou seja, sem dinheiro ou cartão físico estão entre os projetos principais. A aproximação entre as grandes companhias e as startups também deve alavancar o segmento.

O vídeo abaixo reúne especialistas brasileiros para um bate-papo sobre as principais tendências do setor de meios de pagamento em 2019.

Fique por dentro dos avanços deste “novo mundo” das finanças, cada vez mais digital. Acesse o Portal Fintech e acompanhe as inovações trazidas pela tecnologia para os serviços financeiros.